26 de maio de 2022

Moro critica foro privilegiado e diz que Ministério Público “às vezes exagera”

Por

Durante evento com apoiadores da Operação Lava Jato nesta terça-feira (29) no Rio de Janeiro, o ex-ministro da Justiça e ex-juiz federal Sérgio Moro (Podemos) afirmou que foro privilegiado é “blindagem pra bandido” e que o Ministério Público (MP) “às vezes exagera”. Pré-candidato à Presidência da República, Moro discursou para um grupo de apoiadores em um clube da zona sul da cidade.

“Foro privilegiado é blindagem pra bandido. Às vezes o MP exagera? Às vezes exagera mesmo, mas o que mais tem é gente fazendo coisa errada protegida por foro privilegiado, procurador que não procura e juiz que não julga”, disse.

Apesar das críticas direcionadas ao MP, promotores e procuradores são tidos como parte da base eleitoral do ex-juiz. Em dezembro, a campanha de Moro ganhou um importante representante da categoria com a filiação ao Podemos do ex-chefe da força tarefa da Lava Jato no MP, Deltan Dallagnol.

Depois do evento com apoiadores, ao ser perguntado sobre a estratégia para aperfeiçoar a atuação do MP, Moro afirmou que os integrantes do órgão fazem menos do que deveriam. “Eles pecam mais por falta de fazer o que tem que fazer do que propriamente por excesso. Então, se a gente for pensar, na verdade, a gente tem que ter um Ministério Público mais atuante, mais duro como na época da Lava Jato”, disse o pré-candidato.

Questionado sobre o que havia falado aos apoiadores, o ex-ministro explicou: “o que eu falei é que eventualmente pode acontecer de ter algum exagero. Agora, isso não justifica essa blindagem que protege muito mais gente que faz coisa muito mais errada do que o Ministério Público”, afirmou, em entrevista.

Moro foi recebido por integrantes de grupos organizados que cresceram durante o processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), como o Vem pra Rua e o Movimento Brasil Livre (MBL).

CNN realizará o primeiro debate presidencial de 2022. O confronto entre os candidatos será transmitido ao vivo em 6 de agosto, pela TV e por nossas plataformas digitais.

Por CNN Brasil

Related Articles