26 de maio de 2022

Polícia aguarda laudo para saber se adolescente que confessou matar tia a facadas agiu sozinha

Por

A Polícia Civil ainda aguarda o laudo da perícia feita no celular de um jovem que se relacionava com a adolescente de 14 anos apontada como a responsável pela morte da tia, Maria Antonieta de Souza Abreu, de 38 anos. Esse laudo vai dizer se a adolescente teve ou não a ajuda de alguém para cometer o crime.

Maria Antonieta foi morta a facadas e com golpes de panela de pressão na cidade de Feijó, interior do Acre. A tragédia familiar ocorreu no dia 24 de janeiro e chocou a cidade.

Mensagens de texto trocadas entre a menor e esse jovem apontam também que Maria Antonieta pode ter sido envenenada pela sobrinha antes da morte. Ela teria tomado veneno de rato.

O delegado responsável pelas investigações, Railson Ferreira, explicou, nessa segunda-feira (14), que falta apenas esse laudo para concluir o inquérito. Sem esse resultado, a polícia, segundo o delegado, não consegue confirmar se o rapaz teve ou não participação no crime.

Segundo ele, a expectativa é de que esse laudo fique pronto nos próximos dias.

“Já estou com um laudo pronto desde a semana passada, mas o último [laudo] está dando muito trabalho e o perito falou que tentou por um sistema, mas não conseguiu e vai tentar outro”, resumiu.

No início dos trabalhos investigativos, a polícia descobriu que a menor trocava mensagem com apenas uma pessoa, um jovem de 21 anos com quem ela se relacionava. Essa pessoa foi ouvida pelo delegado e liberada para aguardar as investigações em liberdade.

Por G1

Related Articles