26 de maio de 2022

Tarauacá: MPAC instaura procedimento sobre estupro de bebê indígena

Por

O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), por meio da Promotoria de Justiça Criminal de Tarauacá, está acompanhando um suposto caso de estupro de uma criança indígena de 7 meses de idade, que veio a óbito na madrugada desta quinta-feira, 10, no Hospital Geral de Tarauacá.

O MPAC verificou todo o processo de atendimento médico de urgência à criança. Segundo o promotor de Justiça Júlio Cesar Medeiros, as providências cabíveis ao MPAC já foram tomadas, com instauração de procedimento e contato com as polícias Civil e Militar, que estiveram no hospital ontem à noite, para colher as primeiras informações.

“Já conversamos com o diretor do Instituto Médico Legal (IML) sobre o caso, sendo agilizada a perícia com o deslocamento de médico perito de Cruzeiro do Sul, a fim de se realizar o exame necroscópico, e a polícia civil já tem diligenciado. Portanto, reafirmo o compromisso do Ministério Público de combater com rigor todos os casos de estupro de vulneráveis, com a previsão de penas severas”, disse.

Ana Paula Pojo- Agência de Notícias do MPAC

Related Articles