EUA dizem que mataram Ayman al-Zawahiri, o chefe da Al-Qaeda, no Afeganistão

    Por g1

    Os Estados Unidos fizeram uma operação militar em Cabul, no Afeganistão, no domingo (31), e mataram o líder Ayman al-Zawahiri, um dos fundadores da Al-Qaeda, de acordo com dirigentes do governo americano que pediram para não serem identificados. Não há vítimas civis.

    A informação foi publicada por jornais como o “New York Times” e o “Washington Post” e pelas agências de notícias Reuters e Associated Press.

    O egípcio al-Zawahiri sucedeu Osama bin Laden em 2011, após a morte do antigo líder por soldados dos EUA no Paquistão.

    A Agência Central de Inteligência (CIA, na sigla em inglês) foi a responsável pelo ataque.

    Al-Zawahiri era um médico e cirurgião de formação e é apontado como um dos responsáveis pela formação ideológica, as táticas e habilidades organizacionais da Al-Qaeda. Ele é tido como o líder e idealizador dos primeiros atentados suicidas e células independentes, que se tornaram uma marca da rede.

    O egípcio ajudou a coordenar os ataques de 11 de Setembro de 2001, nos EUA, em que quatro aeronaves civis foram sequestradas.

    - Publicidade -