26 de maio de 2022

Ciro diz que, se eleito, direção do Banco Central será ‘convidada a se demitir’

Por

O pré-candidato à Presidência da República Ciro Gomes (PDT) afirmou que seu eventual governo não respeitará a atual autonomia do Banco Central e que, caso seja eleito, a diretoria da instituição será “convidada a se demitir” no primeiro dia.

A declaração foi dada em entrevista ao Manhattan Connection, do Canal MyNews, na quinta-feira (14).

“No primeiro dia do meu governo, nós somos todos cavalheiros, a atual direção do Banco Central será convidada a se demitir. Ficou alguma dubiedade?”, afirmou.

A autonomia do Banco Central foi aprovada pelo Congresso no início de 2021, estabelecendo mandatos fixos para o presidente da instituição e para oito de seus diretores responsáveis pela política monetária. Por lei, o presidente do banco toma posse no terceiro ano do mandato do presidente da República. Eles podem ser reconduzidos ao cargo.

Related Articles